A Taça de Portugal Jogos de Santa Casa de Paraciclismo começa no próximo sábado, em Odemira, com um contrarrelógio individual que será a primeira das cinco provas que compõem o troféu nacional de regularidade para ciclistas portadores de deficiência. 

Em 2018 corre-se, pela sexta época consecutiva, a Taça de Portugal de Paraciclismo, competição que tem nos Jogos Santa Casa o primeiro “naming sponsor”. Este patrocínio uma clara aposta na inclusão social de pessoas portadoras de deficiência através da prática desportiva. Essa inclusão faz-se também pelo facto de o calendário da Taça de Portugal Jogos Santa Casa integrar as provas de paraciclismo em outros eventos de ciclismo, proporcionando aos participantes a prática em ambientes de alta competição. 

A prova do próximo sábado, um contrarrelógio de 23,4 quilómetros, na Zambujeira do Mar, faz parte do programa do Troféu José Poeira, que vai levar a cor e o movimento do ciclismo ao concelho de Odemira, durante todo o fim de semana. 

O calendário da Taça de Portugal Jogos Santa Casa de Paraciclismo prossegue no dia 27 de maio, em Viana do Castelo, integrado no 20.º Prémio “Viana Fica no Coração”, seguindo-se, no dia 17 de junho, a terceira prova pontuável, em Águeda, no âmbito do Grande Prémio Abimota, a quarta corrida, no dia 1 de julho, em Albergaria-a-Velha, como parte da corrida Taça de Portugal de Elite, e, por fim, a final, inserida no Circuito de Alcobaça, no dia 20 de agosto. 

O patrocínio dos Jogos Santa Casa à Taça de Portugal de Paraciclismo permite dar maior visibilidade a esta vertente da modalidade, aproximando-a do público tradicional de ciclismo e incrementando, dessa forma, a captação de novos praticantes, algo fundamental para que o ciclismo tenha um papel cada vez mais ativo na inclusão de pessoas portadoras de deficiência. 

O paraciclismo é uma vertente recente na História de 118 anos da Federação Portuguesa de Ciclismo, mas tem vindo a crescer sustentadamente, passando dos 21 filiados em 2013 para os 35 de 2017. Apesar da “juventude”, o paraciclismo já tem dado alegrias desportivas aos adeptos portugueses de ciclismo, dado que Luís Costa conseguiu a medalha de bronze no Mundial de contrarrelógio em 2017 e representou o país, com Telmo Pinão, nos Jogos Paralímpicos de 2016. 

 

Newsletters

Subscreva gratuitamente as newsletter e receba o melhor da actualidade desportiva e as nossas promoções.