O Sporting de Braga disse esta segunda-feira que está a ser prejudicado pelas arbitragens na I Liga de futebol, reclamando "dois pesos e duas medidas" em decisões que, no seu entender, têm beneficiado o Sporting.

"São dois pesos e duas medidas que têm de ser denunciados, porque estão a desvirtuar a classificação", afirma o Sporting de Braga, num comunicado ilustrado com imagens de vídeo, no qual se considera lesado em cinco pontos e diz que o Sporting foi beneficiado em seis. Uma contabilidade que colocaria os 'arsenalistas' no terceiro lugar do campeonato, em vez dos 'leões'.

Os 'arsenalistas' afirmam que não há razões objetivas para a anulação dos dois golos de Ricardo Esgaio nas duas últimas jornadas, frente ao Sporting (vitória por 1-0) e ao Feirense (empate 2-2).

"E se a pretensa falta de Paulinho, que nenhuma imagem confirma, acabou por não ter influência no resultado da receção aos 'leões', já o fora de jogo que a TV desmente na Feira determinou um prejuízo claro para o Sporting de Braga, que também ficou privado de Bruno Viana para a próxima jornada em virtude de um cartão amarelo anedótico", lê-se no comunicado.

Os bracarenses enumeram em seguida quatro golos mal anulados à sua equipa - Ricardo Horta frente ao Benfica, na Luz (1.ª jornada), Fransérgio frente ao Sporting, em Alvalade (11.ª), e Esgaio na receção aos 'leões' (28.ª) e na visita ao Feirense (29.ª).

"Três destes golos mal invalidados resultam de más decisões relativamente ao fora de jogo. E se tais decisões têm sido muito castigadoras para o Sporting de Braga, têm sido muito favoráveis ao nosso adversário mais direto, que, com golos em nítido fora de jogo, tirou pontos das deslocações aos terrenos do Rio Ave (1-0) e do Benfica (1-1)", acrescenta a nota.

Lembrando que, antes do encontro com o Sporting, um dos responsáveis 'leoninos' catalogou os minhotos como uma equipa que luta por um lugar europeu com o Rio Ave e o Marítimo, o Braga considera que "não é o que diz a tabela classificativa, apesar do que o que a tabela diz também não espelhar a realidade".

"A realidade é que o Sporting de Braga tem cinco pontos claramente subtraídos: empate que seria vitória em Alvalade se validado o golo a Fransérgio e apontada a falta a favor do Sporting de Braga que antecede o penálti que deu o 2-2 ao Sporting; penálti a favor do Sporting de Braga por assinalar na Madeira com 1-0 para o Marítimo em descontos; golo mal invalidado a Esgaio na Feira", acrescenta.

No caso do Sporting, o clube bracarense considera que o "adversário direto tem seis pontos indevidamente acrescentados pelos tais foras de jogo ignorados frente a Rio Ave (10.ª jornada) e Benfica (16.ª), pelo já referido empate que seria derrota frente ao Sporting de Braga (11.ª) e pelos tristemente célebres descontos de Tondela, onde o jogo se arrastou até ao 99.º minuto".

"Numa tabela com verdade, o SC Braga seria um confortável 3.º classificado, com 70 pontos, mais oito do que o mais direto perseguidor (62). Não calaremos a nossa denúncia, mesmo sabendo que não temos voz nas horas e horas de programação televisiva que fazem deste um campeonato a três", completa.

 

Newsletters

Subscreva gratuitamente as newsletter e receba o melhor da actualidade desportiva e as nossas promoções.