Organizada pelo Mozinho Racing Team, em parceria com o Pedras Bikers Team, espera receber mais de duas centenas e meia de corredores  em representação de 16 nações e que abrilhantam a edição inaugural.

Disputada em 160 quilómetros, com epicentro em Vila Pouca de Aguiar e Pedras Salgadas, o arranque da prova acontece em frente aos Paços do Concelho, agendado para as 16:30 horas, com um contrarrelógio de apenas 11 quilómetros, que ligará Vila Pouca de Aguiar a Pedras Salgadas.

A prova conta com participações vindas desde Portugal, Espanha, França, Bélgica, Holanda, Grécia, Gales, Inglaterra, Polónia e Alemanha, Brasil, Cuba, Argentina e Estados Unidos da América. A medir forças vão estar também corredores provenientes das Américas, estando presentes brasileiros, cubanos, argentinos e estado-unidenses. 

A nível nacional, o destaque vai para o viseense Tiago Ferreira, campeão mundial em 2016, atual campeão da Europa de Maratonas BTT e vice-campeão do mundo da mesma modalidade. Entre os portugueses, olhos postos ainda em Mário Costa, David Vaz, José Dias, Ricardo Marinheiro, Gonçalo Amado, Bruno Sancho e Renato Ferreira.

O escalão internacional feminino será representado pela campeã estoniana Grete Steinburg (Team Spordiklubi Rakke), pela alemã Naima Deisner, colega de equipa de Tiago Ferreira na DMT Racing e pela campeã espanhola Sandra Santanayes. Sem esquecer ainda a homóloga portuguesa Celina Carpinteiro e a polaca Iwona Szmyd. 
No sábado terá lugar a etapa rainha, tendo o pelotão de enfrentar uns longos 82 quilómetros, com partida e chegada a Pedras Salgadas. 

Já para domingo, último dia da prova, está reservado para o regresso a Vila Pouca de Aguiar, com "64 quilómetros de trilhos duros que rematarão a história dos guerreiros que farão jus ao nome da guarda pretoriana imperial."

Esta será uma iniciativa que a autarquia de Vila Pouca de Aguiar pretende que promova o turismo da região e que se consiga uma "dinamização socioeconómica local e um forte desenvolvimento desportivo”.

O presidente da autarquia, Alberto Machado, considera que “o concelho tem de promover eventos internacionais, que revelem todas as potencialidades, quer no que se refere ao nosso património e a nossa natureza, quer no que respeita à qualidade dos nossos serviços hoteleiros, gastronomia e pontos de animação, potenciando, assim, o impacto turístico que, cada vez mais, será fundamental para o nosso bem-estar e para a nossa economia”.

Segundo o presidente do Mozinho Racing Team, Joaquim Amândio Santos, a realização da prova em Vila Pouca de Aguiar, deve-se ao “casamento irresistível entre a situação geográfica estratégica de Vila Pouca de Aguiar e o conjunto de paisagens, trilhos, monumentos e vestígios históricos, aos quais se juntam a capacidade hoteleira e a forte implementação da modalidade no concelho, sendo já grande a tradição de organização de provas e possuindo já clubes que praticam a modalidade com grande relevo”.

 

Newsletters

Subscreva gratuitamente as newsletter e receba o melhor da actualidade desportiva e as nossas promoções.