Paulo Gonçalves está de saída do Benfica.

O assessor jurídico da SAD encarnada apresentou a demissão a Luís Filipe Vieira e a mesma vai ser analisada na reunião semanal do conselho de administração, devendo depois disso ser tornada oficial.

O Benfica mantém a confiança em Paulo Gonçalves, mas entende que nesta altura o afastamento do assessor jurídico pode ajudá-lo a preparar da melhor forma a defesa no processo e-toupeira.

Recorde-se que Paulo Gonçalves chegou ao Benfica em 2006 e nos últimos 12 anos foi o braço direito de Luís Filipe Vieira no Benfica. No processo e-toupeira, o ainda assessor jurídico é suspeito de 79 crimes.

Newsletters

Subscreva gratuitamente as newsletter e receba o melhor da actualidade desportiva e as nossas promoções.