As Termas de Rio Hondo, situado no norte do país, recebe a segunda prova de MotoGP e o português Miguel Oliveira (KTM) pretende melhorar o quinto lugar alcançado no Qatar na corrida de Moto2.

O objetivo de Oliveira passa por lutar pela vitória, depois de no Qatar ter sido obrigado a abrir a trajetória, logo na primeira curva, e ter ficado com a KTM desequilibrada, após um toque de Álex Márquez. No ano passado, o piloto português garantiu a sua primeira “pole position” na categoria, na Argentina, e subiu pela primeira vez ao pódio, graças ao segundo lugar, atrás do italiano Franco Morbidelli, que viria a conquistar o título.

Se no Qatar, palco da jornada de abertura, o fim de tarde e a noite podem ter ajudado a suportar o calor, em Termas de Rio Hondo, a chuva poderá ser uma dificuldade acrescida, uma vez que nesta altura do ano as condições atmosféricas começam a mudar na Argentina, que está a caminho do inverno.

Vencedores das corridas no Qatar, os italianos Francesco Bagnaia (Kalex), em Moto2, e Andrea Dovizioso (Ducati), em MotoGP, e o espanhol Jorge Martin (Honda), em Moto3, chegam a Termas de Rio Hondo no comando dos respetivos campeonatos, mas não será surpresa se, no final das corridas argentinas, houver mudança de líderes.

 

Newsletters

Subscreva gratuitamente as newsletter e receba o melhor da actualidade desportiva e as nossas promoções.