A comissão de fiscalização do Sporting, nomeada pela mesa da Assembleia Geral, anunciou, esta quarta-feira, a suspensão preventiva do Conselho Diretivo do clube, com efeitos imediatos.

A decisão foi tomada por unanimidade e pelo facto de a entidade fiscalizadora considerar que o presidente leonino, Bruno de Carvalho, violou os estatutos do clube. Compete, agora, segundo os estatutos, à mesa da Assembleia Geral nomear de imediato uma comissão de gestão.

Bruno está, assim, proibido de entrar em Alvalade. "A nota de culpa seguiu esta manhã [quarta-feira] para os elementos da direção. A decisão tem efeitos imediatos. Esperemos que não seja necessário recorrer à via judicial e remoção coerciva, mas se for necessário é o que faremos", frisou Rita Garcia Pereira, membro da comissão de fiscalização.

 

Newsletters

Subscreva gratuitamente as newsletter e receba o melhor da actualidade desportiva e as nossas promoções.