Carlos Vieira não será candidato à presidência do Sporting. O antigo vice-presidente do clube retira a candidatura, por considerar que "não estão reunidas as condições para a formalização de uma candidatura".

Em causa a suspensão de dez meses aplicada a Vieira. Um castigo que o antigo dirigente, reforça, considera "injustificado, injusto e inapropriado". Além de não formalizar candidatura, Carlos Vieira informa que não candidatará ninguém em seu nome, como poderá fazer Bruno de Carvalho, caso a lista por si encabeçada não seja validada.

Vice-presidente de Bruno, Carlos Vieira informa que continuará "ativo e vigilante quando à defesa dos interesses do Sporting". Formula o desejo que o ato eleitoral "decorra com elevação" e avisa que não deixará de se pronunciar nos locais e no tempo que considerar oportunos.

 

Newsletters

Subscreva gratuitamente as newsletter e receba o melhor da actualidade desportiva e as nossas promoções.