Caso dos e-mails vai a julgamento

A Polícia Judiciária deteve hoje duas pessoas, entre as quais o assessor jurídico do Benfica Paulo Gonçalves, por suspeitas de corrupção, acesso ilegítimo, violação de segredo de justiça, falsidade informática e favorecimento pessoal, 06 de março de 2018 em Lisboa. TIAGO PETINGA/LUSA

O caso dos e-mails vai a julgamento, depois de Benfica e FC Porto não terem chegado a acordo na audiência preliminar realizada esta sexta-feira, no Juízo Cível do Porto.

A ação interposta pelos encarnados diz respeito à divulgação dos famigerados e-mails do clube da Luz por parte do Porto Canal.

Sem acordo à vista entre as partes, o caso avança para a barra dos tribunais, com o Benfica a exigir ao FC Porto e ao referido canal uma indemnização de 17,5 milhões de euros por dano de violação de correspondência privada.

O FC Porto avançou igualmente com uma contravenção, exigindo uma indemnização de valor não divulgado.

Partilhar